Notícias

13-06-2024

Insucesso de alunos imigrantes está a diminuir mas ainda há 40%

No ano letivo de 2021/2022, 60% dos imigrantes concluíram os cursos científico-humanísticos em três anos de acordo com os dados do Ministério da Educação, com base em informações reportadas pelas escolas e pelo Júri Nacional de Exames. Além disso, estes representavam apenas 6% do total de alunos do ensino secundário nas 589 escolas do continente. No mesmo ano, 81% de todos os alunos inscritos concluíram sem repetir um ano, embora esse sucesso seja menos notado nas escolas situadas em área economicamente e socialmente desfavorecidas. A diferença entre o sucesso dos alunos em geral (80%) e daqueles que frequentavam as escolas TEIP (79%) é ligeira. Notavelmente, entre os alunos mais cadenciados, frequentar uma escola que não está integrada numa área mais pobre é benéfico. A taxa de sucesso dos alunos que frequentam escolas TEIP é de 75%, um ponto percentual abaixo dos alunos com Apoio Social Escolar que frequentam outras escolas (76%). Também houve uma melhoria na taxa de sucesso entre os alunos mais pobres ao longo dos três anos analisados, passando de 62% no ano letivo de 2019/2020 para 76%. Os dados também indicam que os alunos do curso de ciências e tecnologias são os que menos reprovam (82% concluíram no tempo esperado), seguidos pelos de Línguas e Humanidades (78%), Ciências Socioeconómicas (78%) e, por fim, Artes Visuais (74%), com base em dados de 2021/2022   Fonte - Observador.pt
06-03-2024

Vê o calendário completo das provas e exames de 2024

As provas de aferição - sem nota, mas importantes para conhecer o estado de aprendizagem de cada aluno - acontecem entre maio e junho. Com início a 2 de maio, as provas de Educação Artística e Educação Física serão dadas aos alunos do 2º ano. Terminam em junho com as provas de Português, Estudo do Meio e Matemática. Seguem-se os alunos do 5.º ano, começando as provas de aferição a 16 de maio (Educação Musical) e terminando a 3 de junho (Matemática e Ciências Naturais). Nas mesmas datas, os alunos do 8.º ano terão primeiro a componente de produção e interação oral de Inglês, depois a de Português, ficando a parte escrita de Inglês para 6 de junho.   Quanto às provas finais do 9º ano, que já contam para a nota e que podem determinar se o aluno passa ou não de ano, terão lugar de 12 a 17 de junho (1ª fase). Os que reprovarem ou quiserem melhorar as suas notas têm a 2ª fase de 17 a 19 de julho.   Para o secundário, o calendário dos exames nacionais é mais alargado. Quem quiser fazer algum dos exames nacionais, as inscrições já abriram e decorrem até 8 de março. Depois, a 14 de abril, são divulgadas as vagas disponíveis na 1ª fase do concurso nacional de acesso. Seguem-se os exames: a primeira fase tem lugar entre 14 e 28 de junho e a pauta de resultados é afixada a 15 de julho. Para quem quiser repetir o exame, a 2ª fase decorre de 18 a 23 de julho. As notas são divulgadas a 5 de agosto. Relativamente às candidaturas, a 1ª fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior vai de 22 de julho a 5 de agosto, sendo os resultados divulgados a 25 de agosto. A 2ª fase decorre de 26 de agosto a 4 de setembro, sendo os resultados divulgados no dia 15 do mesmo mês. Finalmente, a 3ª fase acontece entre 21 e 24 de setembro, e os resultados serão anunciados a 30 de setembro.   Não te esqueças de nenhum momento importante com o KUBO.   Fonte: Público
voltar ao topo
KUBO © 2018 - 2024

Política de Privacidade

zuka