14-04-2020

O desafio: ensinar e estudar em casa

3º período será feito à distância

O desenvolvimento de soluções tecnológicas para a criação de novas formas de ensino é uma área vibrante da Educação, com múltiplas inovações nos últimos anos, algumas delas com provas dadas e impacto positivo nos alunos.

 

Face aos desafios que a pandemia da Covid-19 está a colocar sobre os sistemas educativos, e com a decisão de que o 3º período será feito à distância, dezenas de recursos pedagógicos (pagos ou gratuitos) têm sido referenciados como alternativas, incentivando os professores e os alunos a explorar o ensino à distância.

 

O Ministério da Educação divulgou um site com um conjunto de recursos para apoiar as escolas na utilização de metodologias de ensino à distância.

Uma forma de manter o contacto regular com os professores e colegas, consolidar aprendizagens já adquiridas, desenvolver novas aprendizagens.

 

Professores e alunos: como se adaptam ao ensino à distância?

Um dos maiores entraves neste molde de ensino incide naqueles que não têm condições para tal: quem não tem internet e/ou computador em casa. O Ministério da Educação fez saber, em comunicado, que está a realizar um levantamento pormenorizado do número de estudantes sem acesso às aulas digitais, para que seja possível resolver rapidamente esta situação. Para já, sabe-se que haverá atividades para o pré escolar na RTP2 e Telescola na RTP Memória a partir do dia 20 de Abril.

 

Para além de toda esta adaptação a nível tecnológico e logístico, o desafio verdadeiro começa na satisfação com a experiência de ensino à distância e a consequente motivação dos alunos para aprender. A interação com o professor é um dos fatores decisivos para a aprendizagem, o seu desempenho, preparação e motivação têm um papel superlativo para a aprendizagem dos seus alunos. Quando o tema envolve tecnologia, esse factor mantém-se.

 

Assim, numa missão de muita responsabilidade, os professores vão gerindo o ensino á distância com as ferramentas e plataformas que lhes disponibilizam. Os alunos, navegam na internet para aulas virtuais e fazem exercícios e atividades em manuais e cadernos. E toda a comunidade educativa faz um esforço para manter a rotina nestas atuais e excecionais circunstâncias que chegaram sem data de término. Porque esta adaptação conjunta, é um trabalho diário de equipa!

 

 

Fontes: Educare e Observador

voltar ao topo
KUBO © 2018 - 2020

Política de Privacidade

zuka